O conceito denominado “curva do esquecimento foi baseado em diversos estudos teóricos do psicólogo alemão Herman Ebbinghaus.

Os estudos demonstravam como o nosso cérebro perde a capacidade de reter as informações que adquirimos com o passar do tempo em nossas vidas.

A grande dúvida do estudo se deu a partir da seguinte questão:

“Se estudo um conteúdo hoje, em quanto tempo terei esquecido a maior parte do que aprendi?”

No gráfico abaixo vamos lhe explicar os conceitos aplicados durante o estudo que concluiu a tese da “Curva do Esquecimento”.

A “curva do esquecimento” foi baseada em estudos do psicólogo Herman Ebbinghaus.

– A linha azul demonstra o percentual da retenção de informação no seu dia de estudo até um mês após, sem revisão no período.

Agora vamos aos resultados:

  1. No dia do estudo o seu cérebro é capaz de reter 80%.
  2. Após 24 horas, você esquecerá 50% do conteúdo.
  3. Após 7 dias, você já esqueceu 70% dos estudos.
  4. Após 30 dias, você já terá esquecido cerca de 90% do conteúdo estudado.

Muitas pessoas ficam assustadas com esses resultados e pensam em deixar de estudar, pois julgam impossível estudar tanto conteúdo sem esquecer.

Diante desses resultados é muito importante você manter a calma e saber que existe uma solução fácil e prática!

a melhor saída para aumentar a produtividade do conteúdo que absorve e fugir dessa curva de esquecimento é a velha e famosa REVISÃO!

As outras linhas no gráfico demonstram a capacidade evolutiva da retenção de informação à medida em que faz revisões periódicas.

É muito importante salientar que as revisões devem seguir um cronograma específico, e o primeiro passo para memorizar com maior aproveitamento o conteúdo que estudou é traçar uma linha DEFINITIVA do seu calendário de estudos e revisões, dessa maneira você terá menos chances de esquecer os assuntos mais importantes na hora da prova.